Estudo para certificação – Capítulo 06

Esse é a sexta parte de uma série de posts que irei fazer.
Nesses posts, vou colocando um resumo ou talvez até mesmo trechos na íntegra do livro: Certificação Sun para Programador Java 6 da Kathy Sierra e Bert Bates.

Obs: Caro leitor, você não deve ter como base para uma certificação Java apenas a leituras desses meus resumos em meu blog. É de suma importância a leitura por completo do livro, bem como a realização de alguns simulados.

Capítulo 6 – String, E/S, Formatação e Parsing.

1) Usando String, StringBuffer e StringBuilder.
– Os objetos String são imutáveis, porém, as variáveis de referência String não.
– A classe String é final – seus métodos não podem ser sobrescritos.
– As Strings têm um método chamado length() e os arrays têm um atributo chamado length.
– A API de StringBuffer é a mesma que a API de StringBuilder, exceto pelo fato de que os métodos de StringBuilder não são sincronizados para segurança de threads(thread-safe).
– Os métodos de StringBuilder deverão rodar mais rápido do que os de StringBuffer.
– Métodos String que você deve memorizar: charAt(), toString(), concat(), equalsIgnoreCase(), length(), replace(), substring(), toLowerCase(), toUpperCase() e trim().
– Métodos de StringBuffer/StringBuilder que você deve memorizar: append(), delete(), insert(), reserve() e toString().

2) E/S de Arquivos
– As classes do pacote java.io que você precisa entender são: File, FileReader, BufferedReader, FileWriter, BufferedWriter e PrintWriter.
– Objetos File podem representar um arquivo ou um diretório.
– A classe File lhe permite gerenciar arquivos e diretórios.
– FileWriter e FileReader são classes de E/S de baixo nível. Você pode usá-las para escrever em arquivos e lê-los, mas normalmente elas devem ser encapsuladas.
– É bastante comum ‘encapsular’ um BufferedWriter em um FileWriter, para se ter acesso a métodos de nível mais alto.
– Objetos console podem ler entradas que não são exibidas na tela e são instanciados usando System.console().

3) Serialização
– Antes que os objetos de uma classes possam ser serializados, deve-se implementar a interface Seiralizable.
– O método ObjectOutPutStream.writeObject() serializa objetos, enquanto que o método ObjectInputStream.readObject() desserializa objetos.
– Se uma variável de instância for marcada como transient, ela não será serializada.

4) Datas, Números e Moeda
– As classes que você precisa entender são java.util.Date, java.util.Calendar, java.text.DateFormat, java.text.NumberFormat e java.util.Locale.
– Os métodos de Calendar que você deverá entender são add(), que lhe permite adicionar ou subtrair várias partes(minutos, dias, anos e assim por diante) de datas, e roll(), que funciona como add(), mas não incrementa as partes maiores de uma data(por exemplo: adicionar 10 meses a uma data de outubro modifica o mês para agosto, mas não incrementa o valor do ano do Calendar).
– O método DateFormat.format() é usado para se criar Strings contendo datas devidamente formatadas.
– Para o examete, você deverá entender o processo de criação de Locales usando-se idiomas ou uma combinação de idiomar e país.

5) Parsing, Tokenização e Formatação
– regex é uma abreviação de expressões regulares, que são padrões usados para se procurar por dados dentro de grandes origens de dados.
– regex é uma sublinguagem existente em Java e em outras linguagens.
– Estude os metacaracteres \d, \s, \w e .(ponto).
– regex fornece quantificadores que lhe permitem especificar conceitos como: “Procure por um ou mais dígitos em sequência”.
– Estude os quantificadores ?, * e +.
– As classes Pattern e Matcher têm as capacidades regex mais poderosas em Java.
– Você deverá entender o método compile() de Pattern e os métodos matcher(), pattern(), find(), start() e group() de Matcher.
– A tokenização é o processo de se dividir dados em pequenos pedaços delimitados.
– A tokenização pode ser feita com a classe Scanner ou com String.split().
– A classe Scanner lhe permite tokenizar strings, streams ou arquivos.
– Existem dois métodos novos em Java para formatação de dados. Esses métodos são format() e printf(). Eles se encontram na classe PrintStream, da qual o out de System.out é uma instância.


Principal referência:

SIERRA, Kathy; BATES, Bert. Certificação Sun para Programador Java 6 – Guia de estudo – SCJP EXAME 310-065. Rio de Janeiro: Alta Books Editora, 2011.

Não deixem de verificar os próximos capítulos.
Valeu pessoal!

Anúncios

Obrigado pelo comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s